VEREADORES APROVAM QUATRO PROJETOS DE LEI E DOIS REQUERIMENTOS NA SESSÃO DESTA TERÇA-FEIRA

Na noite desta terça-feira, (17), a Câmara municipal de Arapongas realizou sua 16ª Sessão Ordinária de 2016, onde os vereadores aprovaram quatro Projetos de Lei, e dois Requerimentos.

Os Projetos de Lei, aprovados em primeira discussão e votação, é de iniciativa do Poder Executivo, que trata sobre:

01 – Projeto de Lei nº 24/2016 – Dispõe sobre referendo de Termo de Convenio nº 01/2016, celebrado entre a Cooperativa dos Recicladores de Arapongas COOPREARA e o Município de Arapongas.

02 – Projeto de Lei nº 25/2016 – Referenda os termos de Convenio celebrados, de um lado o Município de Arapongas e de outro as entidades explicitadas a baixo.

03 – Projeto de Lei nº 26/2016 – Dispõe sobre o reajuste dos vencimentos dos cargos comissionados da Companhia de Desenvolvimento de Arapongas – CODAR e dá outras providências.

04 – Projeto de Lei nº 29/2016 – Prorroga prazo inicialmente estabelecido no art. 2º, da Lei nº 3.477, de 19 de dezembro de 2007, alterada pelas Leis 3.739, de 15 de março de 2010 e 3.988, de 04 de maio de 2012.

Já em única discussão e votação, temos os seguintes Requerimentos:

01 – De iniciativa do vereador Rubens Franzin Manoel – Requerimento nº 36/2016 – Requer seja encaminhado ofício ao Ilmo. Sr. Sandro Andreassi Cícero, atual Secretário Municipal de Administração deste Município.

O presente requerimento visa pedir informações á respeito do Termo de Convênio nº01/2016 celebrado entre a Cooperativa dos Recicladores de Arapongas (COOPREARA) e a Prefeitura de Arapongas.

02 – De iniciativa dos vereadores Jair Milani e Rubens Franzin Manoel – Requerimento nº 37/2016 – Requer que seja concedido ao Sr. Marcos Eduardo Mussete o título da Comenda Tiradentes.

Marcos Eduardo Mussete é professor de Educação Física, graduado pela Unopar (1995), Pós Graduado em Libras pela ESAP (2005), Braile pela ESAP (2005) e Pós em Gestão Escolar pela UNIVALE (2006), além de músico é fundador do Projeto PROMUSPE – Projeto Musicalização na Psicomotricidade Especial. O projeto foi fundado em 2011, trata-se de uma instituição sem fins lucrativos, são mais de 20 (vinte) voluntários atuando no Projeto.

Atualmente mais de 100 (cem) crianças especiais estão matriculadas, sendo atendidas gratuitamente aos sábados no período das 13h00 as 16h00 horas. São vários os profissionais voluntários que colaboram com o Projeto, dentre eles, profissionais da psicologia, odontologia, advocacia, medicina e voluntários também ligados à área da educação como professores, pedagogas e psicopedagogas.

O objetivo do Projeto elaborado e fundado por Marcos Eduardo Mussete, com a ajuda de todos os colaboradores, doadores e voluntários é possibilitar através da música o aperfeiçoamento da habilidade motora, a conquista de maior igualdade entre as crianças e jovens com necessidades especiais, por meio da aprendizagem prazerosa, no intuito do desenvolvimento integral do ser humano e de sua formação no processo cognitivo, de afetividade e de socialização.

O projeto conta com várias atividades de cultura e lazer, visando o desenvolvimento, coordenação e o desenvolvimento das crianças especiais. São realizadas também oficinas de artes como pintura, desenho, confecção de objetos artesanais, cartilhas de evangelização, além dos conhecimentos musicais repassados para a sensibilização artístico-musical. As aulas são de composição, regência, canto, instrumento e sonoplastia. Os instrumentos que os alunos usufruem são: violão, teclado e bateria. A música e a dança promovem o resgate da auto estima, aumento da confiança e a valorização do trabalho em equipe e do convívio social.

O presente título é destinado a Marcos Eduardo Mussete, por sua extrema dedicação na fundação, desenvolvimento e continuidade deste significativo projeto na vida das nossas crianças especiais e para a nossa querida cidade de Arapongas.

Finalizada a ordem do dia, os vereadores fizeram uso da palavra para as explicações pessoais, e após, foi encerrada a Sessão.

Comentários fechados.

RSS Notícias do Brasil

  • Resistindo aos freios da democracia
    O artigo do cientista político Sérgio Abranches para o blog neste domingo A trama do primeiro-ministro Boris Johnson, ou BoJo, para romper o equilíbrio constitucional britânico é cada vez mais espessa. Cercado por medidas aprovadas pelo parlamento e sancionadas pela rainha, que desarticularam seu plano de uma saída sem negociação da União Europeia, ele agora […]
  • Bolsonaro aceita bem dieta cremosa e haverá redução da alimentação na veia, diz boletim médico
    Presidente recomeçou a alimentação cremosa na noite de sábado, após sete dias internado. Presidente Jair Bolsonaro começa dieta pastosa O presidente Jair Bolsonaro (PSL), que se recupera há sete dias de uma cirurgia realizada no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, aceitou bem o início da dieta cremosa iniciada na noite de sábado (14), quando ele recebeu u […]
  • Abuso de autoridade: dividido, Senado será decisivo para manter ou derrubar vetos de Bolsonaro
    Sancionada na semana passada, lei define situações que configuram abuso. Congresso deve decidir se mantém ou derruba vetos do presidente, e votação começa pelos senadores. Senadores reunidos no plenário da Casa Marcos Oliveira/Agência Senado Dividido sobre o tema, o Senado terá papel decisivo na manutenção ou na derrubada dos vetos do presidente Jair Bolsona […]
  • Liberdade não é uma via de mão única
    O artigo do ensaísta Davi Lago para o blog nesta semana O Brasil vivencia episódios recorrentes de intolerância religiosa como a vandalização e destruição de locais de culto das religiões de matriz africana. É importante reafirmar algumas lições da experiência histórica destes últimos séculos que foram devidamente absorvidas pelo sistema jurídico contemporân […]
  • Ainda é tempo de ser feliz
    A crônica da jornalista Miriam Leitão para o blog neste sábado. Olhei o relógio, conferi a hora de embarque, e calculei que tinha quatro horas até a ida para o aeroporto. Então, eu me ofereci esse tempo como um presente. Coloquei a mala no táxi e corri para perto dos netos. O dia anterior havia sido de trabalho tão intenso, a noite, curtíssima, as primeiras […]